Fechar

Leo Strauss

O filósofo político germano-americano de origem judaica, um dos mais influentes do século XX, foi professor de Ciência Política na Universidade de Chicago. Aluno de Ernst Cassirer, Edmund Husserl e Martin Heidegger, dedicou-se a princípio à fenomenologia, mas seus grandes objetos de estudo viriam a ser a filosofia antiga, a interpretação desta feita por filósofos judeus e islâmicos medievais e a influência exercida por tal sobre a filosofia política moderna. Também lecionou brevemente na Universidade de Cambridge e na Universidade Hebraica de Jerusalém e foi pesquisador na Universidade de Columbia e na New School for Social Research. Chegou a se candidatar a um pós-doutorado sob orientação do teólogo Paul Tillich, mas trocou-o por uma bolsa fornecida pela Fundação Rockefeller para estudos em Paris. Foi amigo de Alexandre Kojève, Alexandre Koyré, Raymond Aron e Étienne Gilson, correspondeu-se com Eric Voegelin e Isaiah Berlin e conheceu por intermédio do movimento sionista alemão Hannah Arendt, Walter Benjamin, Norbert Elias, Leo Löwenthal, Franz Rosenzweig, Karl Löwith e Hans-Georg Gadamer. Entre seus alunos estiveram Allan Bloom e Richard Rorty. Os entusiastas de seu pensamento são comumente chamados straussians. É por vezes considerado um dos fundadores do neoconservadorismo.