Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Ortodoxia Subversiva: conheça revolucionários e cristãos disfarçados!

Ortodoxia Subversiva

Ortodoxia Subversiva – Foras da Lei, Revolucionários e Outros Cristãos Disfarçados é um livro surpreendente de Robert Inchausti que trata da contribuição de alguns pensadores cristãos para a vanguarda do pensamento contemporâneo.

Com tradução de André de Leones, a publicação integra a extraordinária Coleção Abertura Cultural, que a cada título contribui ainda mais – e de maneira muito original – para a formação de um repertório substancial.

A edição de Ortodoxia Subversiva conta com cinco capítulos:

  • A alma sitiada,
  • O romance como contra mitologia,
  • Política anti-política,
  • Crítica macro-histórica,
  • O papel dos mistérios cristãos na vida da mente moderna.

Os autores analisados por Robert Inchausti são:

  • William Blake,
  • Johann Wolfgang von Goethe,
  • Soren Kierkegaard,
  • K. Chesterton,
  • Nikolai Berdiaev,
  • Fiódor Dostoiévski,
  • Boris Pasternak,
  • Aleksandr Soljenítsin,
  • Jack Kerouac,
  • Walker Percy,
  • Dorothy Day,
  • Thomas Merton,
  • Martin Luther King Jr.,
  • F. Schumacher,
  • Wendell Berry,
  • Marshall McLuhan,
  • Northrop Frye,
  • Jacques Ellul,
  • René Girard.

Todos esses nomes formam o que Robert Inchausti chama de “vanguarda ortodoxa”. Ou seja, são, em sua opinião, pensadores cristãos inovadores. No decorrer do livro é mostrado o impacto muitas vezes não reconhecido que esse grupo de humanistas cristãos vanguardistas “tiveram ­– ou deveriam ter tido – sobre a teologia cristã e o pensamento contemporâneo”.

A exposição do autor, no entanto, não é “sobre novos valores religiosos, mas, sim, sobre o eterno frescor dos antigos”. Diferentes entre si, o ponto em comum é que eles conseguem transpor “o abismo entre os nossos anseios de completude espiritual e o mundo técnico-científico no qual vivemos”.

Em Ortodoxia Subversiva, Inchausti mostra que tais autores:

  • Têm ideias que desafiam os pressupostos dos colegas seculares.
  • São inovadores em seus respectivos campos.
  • Estão alertas às circunstâncias contemporâneas.
  • São conscientes das mudanças em suas disciplinas.
  • São críticos das narrativas dominantes.
  • São capazes de estabelecer conexões entre sua fé e as realidades do mundo moderno.

O intuito de Robert Inchausti é esclarecer a persistente “incompreensão do cristianismo como algo inerentemente reacionário, inconscientemente apegado a preconceitos de classe, raça e gênero, preso a fundamentos metafísicos e recheado de superstições ultrapassadas”. Muito desse cenário, de acordo com o autor, vem da forma como a mídia “despeja atenção nas expressões mais extremas e sensacionalistas da fé”. Por outro lado, “obras de sérios pensadores cristãos abrangem uma variedade tão grande de disciplinas que se torna muito difícil acompanhá-las”.

Certamente, uma leitura imperdível! Ortodoxia Subversiva procura “corrigir tal erro por meio de um exame atento e bem fundamentado desses macro-historiadores, ativistas sociais e romancistas de vanguarda cujas as contribuições únicas ao pensamento secular derivam de suas visões de mundo cristãs”.

Apesar do título provocativo e da proposta ousada, para Inchausti a ideia não é politizar ainda mais nosso pensamento. Ao contrário, a lista de autores realiza uma completa “despolitização” do pensamento por meio da criação de um “espaço” contemplativo compartilhado, tornado possível por um retorno à perspectiva escatológica sobre a existência humana.

A edição conta com posfácio do autor, a relação das obras citadas e índice remissivo. Fale a verdade: você precisa desse título em sua biblioteca!

Adquira Ortodoxia Subversiva agora mesmo!

ortodoxia subversiva
Ortodoxia Subversiva, de Robert Inchausti.

Acompanhe as novidades da É Realizações. Que tal seguir nosso perfil no Instagram?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *