Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Thomas Sowell: Biografia, livros, frases – O guia completo

Thomas Sowell

E se Thomas Sowell, um dos maiores cientistas sociais americanos, dissesse que cotas raciais não são a melhor maneira de combater o racismo?

Pois é isso o que ele defende – e, antes que alguém o acuse de racismo: ele próprio é negro e nascido em uma família pobre.

Thomas Sowell ganhou notoriedade por estar nessa surpreendente condição; mas o próprio fato de nos surpreendermos por ele afirmar o que afirma é, segundo Sowell, indício de que algo vai mal…

O economista nunca foi simpático ao hábito da vitimização, e isto dá o tom não só de suas declarações públicas mas também da sua maneira de praticar as ciências sociais.

Neste texto você vai conhecer tanto o que faz de Sowell um fenômeno da discussão política – suas frases marcantes, seus livros mais importantes, suas célebres entrevistas à TV – como o que está por trás dessa figura genial – sua biografia, sua relevância acadêmica e, ainda, algumas curiosidades a seu respeito.

 maiores cientistas sociais da atualidade - thomas sowell
Thomas Sowell é considerado um dos maiores cientistas sociais da atualidade. [Foto: Divulgação]
“Um dos tristes sinais da nossa época é que nós demonizamos os que produzem, subsidiamos os que se recusam a produzir e canonizamos os que reclamam”, afirma Thomas Sowell.

Saiba com quais argumentos ele rejeita as políticas de cotas, que opiniões lhe deram tamanho destaque na grande mídia, o que levou uma celebridade como Kanye West a tuitar suas frases, por que tantas pessoas o admiram a ponto de estampar suas opiniões em camisetas, como a sua obra fez que o economista ganhador do Nobel Milton Friedman – por quem ele foi muito influenciado – o considerasse um gênio.

Este é o guia completo para conhecer Thomas Sowell. Não deixe de ler!

Quem é Thomas Sowell?

Thomas Sowell foi recentemente mencionado n’O Estado de São Paulo – pela estudante de ciência política e premiada jogadora de vôlei Ana Paula Henkel – como possivelmente o maior intelectual em atividade no mundo.

Ele tem sido cada vez mais reconhecido pelo público brasileiro como um autor de leitura obrigatória para todos os interessados por política.

thomas sowell - autor de leitura obrigatória
Thomas Sowell tem sido cada vez mais reconhecido pelo público brasileiro como um autor de leitura obrigatória para todos os interessados por política. [Imagem: The New York Review of Books]
O filósofo Luiz Felipe Pondé é outra figura pública que recomenda com frequência os escritos de Sowell. Deste modo, o americano vai despontando como uma referência para o pensamento liberal-conservador brasileiro – como já o é nos Estados Unidos.

Trata-se de um economista liberal e pensador político ao mesmo tempo respeitado pela academia e prestigiado pelo grande público.

Sem papas na língua, Thomas Sowell não tem receio de criticar consensos estabelecidos, como as políticas de cotas, o Estado de bem-estar social e o politicamente correto.

Sobre o fato de assumir essa postura sendo negro e de origem pobre, ele ironizou: “Não consigo entender as pessoas que dizem que as minorias devem estar representadas em todo lugar mas ficam chateadas quando veem que os negros estão representados no movimento conservador”.

Biografia

Nascido em 30/6/1930 na Carolina do Norte, Thomas Sowell teria muitas razões para considerar-se vítima do ordenamento social.

Com o pai falecido antes de seu nascimento, e a mãe deste modo sozinha para cuidar de já muitos filhos, o pequeno Thomas foi oferecido em adoção a uma tia-avó. Quando tinha apenas cinco anos de idade, também sua mãe faleceu.

Vivendo em Nova York com a família adotiva, Sowell desenvolveu ali os estudos – indo além do que qualquer familiar já houvera conquistado.

Nenhum de seus parentes contava com educação básica completa; todos, aliás, garantiam o sustento por meio de “bicos” temporários, na maior parte das vezes como empregados domésticos.

Apesar disso, foi com o pai adotivo e com a meia-irmã que Thomas Sowell adquiriu o hábito de ler jornais e HQs.

vítima da sociedade - thomas sowell
Thomas Sowell teria muitas razões para considerar-se uma vítima da sociedade. [Foto: UCLA (University of California, Los Angeles)]
Em Nova York a segregação racial já não era tão intensa, e assim Sowell, que vivia no Harlem, não teve dificuldade em frequentar uma das melhores escolas da cidade, e ainda se destacar como um de seus mais bem avaliados alunos.

A dificuldade financeira, no entanto, levou-o a abandonar os estudos e a trabalhar em período integral: primeiro como montador de produtos domésticos, depois como entregador e, finalmente, como carteiro.

Durante a Guerra da Coreia, foi convocado pelos Fuzileiros Navais dos EUA, com os quais colaborou especialmente fazendo o registro fotográfico das expedições. Essa habilidade com a câmera é exercitada por ele até hoje como um hobby – sobre o que serão dadas mais informações no tópico “Algumas curiosidades sobre Thomas Sowell”.

thomas sowell - canecas e camisetas
As ideias de Thomas Sowell têm despertado tanto interesse que já são estampadas em produtos como canecas e camisetas. [Imagem: LibertyManiacs]

Contribuições de Thomas Sowell às ciências humanas

De volta a Nova York, Thomas Sowell conciliou o trabalho em uma linha de produção de máquinas com os estudos de conclusão do ensino médio. Depois de breve passagem por uma universidade pequena do município, iniciou a sua definitiva e admirável carreira acadêmica, durante a qual tem concedido valiosas contribuições às ciências humanas.

Fez a graduação em Harvard, concentrando-se no estudo do pensamento de Karl Marx; conquistou o grau de mestre em Columbia, e o de doutor, em Chicago. Teve como orientador nesse percurso o grande economista, e vencedor do Prêmio Nobel, Milton Friedman. Uma vez formado, Thomas Sowell atuou como professor em Cornell, UCLA e Stanford.

thomas sowell - professor em Cornell, UCLA e Stanford
Thomas Sowell já atuou como professor em Cornell, UCLA e Stanford. [Foto tirada por Thomas Sowell]
Além de ter se graduado com louvor em Harvard, e recebido a Medalha Nacional de Humanidades em 2002, Thomas Sowell tem sido reconhecido como um importante nome das ciências sociais contemporâneas.

Não há como discordar, em vista de seus inúmeros artigos, livros e capítulos de livros publicados, além de suas participações na imprensa – especialmente em veículos como The Wall Street Journal, Forbes e Fortune (apesar de em 2016 ele haver encerrado a sua atividade como colunista fixo de periódicos).

Os principais temas de seus escritos são os prejuízos da intervenção estatal na economia, a baixeza do discurso que vitimiza minorias sociais e a prepotência dos intelectuais que pensam ter uma visão privilegiada da realidade, mais elevada que a do senso comum.

Hoje com aproximadamente 90 anos, Thomas Sowell pode ver o seu ensino ser disseminado com ainda maior autoridade. Como ele mesmo já disse:

A experiência supera o brilhantismo.

Sua visão político-econômica, normalmente classificada como libertária-conservadora, pode ser mapeada pelo elenco de afirmações a seguir:

  • “Quatro coisas quase invariavelmente se seguiram à imposição de controles para manter os preços abaixo do nível que eles alcançariam sob a oferta e a demanda de um livre mercado: (1) aumento do uso do produto ou serviço cujo preço está controlado, (2) oferta reduzida do mesmo produto ou serviço, (3) deterioração de sua qualidade, (4) surgimento de mercados negros.”
  • “Pesar os benefícios versus os custos é o modo como a maioria das pessoas toma decisões – e o modo como as empresas tomam decisões, se elas querem permanecer no mundo dos negócios. Somente no governo se considera que qualquer benefício, por menor que seja, é digno de qualquer custo, não importa o tamanho.”
  • “A farsa da preocupação esquerdista com a pobreza é exposta por sua absoluta falta de interesse em maneiras de incrementar a riqueza do país. Riqueza é a única coisa capaz de curar a pobreza.”
  • “Ajudar os que foram atingidos por infortúnios inesperados é fundamentalmente distinto de transformar a dependência em um modo de vida.”
  • “O que a esquerda política compartilha, até mesmo nas nações democráticas, é a noção de que pessoas virtuosas e bem informadas como eles mesmos têm tanto o direito como o dever de usar o poder do governo para impor seu conhecimento superior e sua virtude sobre os demais.”
  • “Há, comumente, apenas uma quantia limitada de dano que pode ser causado por pessoas lentas ou estúpidas. Para criar um desastre verdadeiramente monumental, você precisa de pessoas com elevados QIs.”

(Veja mais na seção “Frases de Thomas Sowell”.)

Contribuições de Thomas Sowell às ciências humanas atuais
“Ajudar os que foram atingidos por infortúnios inesperados é fundamentalmente distinto de transformar a dependência em um modo de vida” (Thomas Sowell). [Imagem: Divulgação]

Thomas Sowell sobre racismo e cotas raciais

A crítica de Thomas Sowell ao discurso convencional sobre racismo e ações afirmativas se baseia em algumas constatações factuais, principalmente: a matriz econômica estatista assumida pelas políticas de cotas e a lamentável transformação de etnias em instrumentos de disputa ideológica.

Thomas Sowell destaca que as tentativas de compensar condições sociais desfavoráveis por intermédio do Estado não fazem mais do que privar os supostos beneficiados da oportunidade de produzir riqueza e fazer escolhas.

Como ele diz: “O Estado de bem-estar social é o mais velho tipo de estelionato do mundo. Primeiro você tira o dinheiro das pessoas na surdina e depois devolve um pouco dele a elas chamando muita atenção para isso”.

Thomas Sowell sobre racismo e cotas raciais
“Sou velho o bastante para me lembrar de quando a maioria das pessoas promovendo o ódio racial era branca” (Thomas Sowell). [Foto tirada por Thomas Sowell]
Já o fato de a cor da pele ser tratada ideologicamente traz o efeito perverso de uma pauta que deveria dizer respeito a justiça ser transformada em uma questão de vingança. A indisposição entre as etnias precisa ser erradicada, em vez de meramente ter seus polos alterados.

Como Sowell já expressou, com sarcasmo: “Sou velho o bastante para me lembrar de quando a maioria das pessoas promovendo o ódio racial era branca”.

É claro que essa posição já lhe valeu a pecha de “racista”, lançada por muitos militantes de movimentos organizados. Também aí há um sinal de que a abordagem ideológica distorce um problema realmente sério.

Thomas Sowell observou: “A palavra ‘racismo’ é como o ketchup. Ela pode ser colocada em praticamente qualquer coisa”.

De acordo com Sowell, isentar um grupo social do equilíbrio decisivo entre direitos e deveres é uma maneira cínica de tratar suas dificuldades, e que acarreta ainda novos problemas.

Pior ainda, a solução das cotas é um paliativo que nos priva de encarar a verdadeira dificuldade: consolidar uma cultura em que pessoas de todas as cores estão integradas, com igualdade de oportunidades.

Isentar um grupo social do equilíbrio decisivo entre direitos e deveres é uma maneira cínica de tratar suas dificuldades, e que acarretará ainda outros problemas:

“Não se pode tomar uma pessoa, de qualquer cor, e dispensá-la dos requisitos da civilidade – incluindo o trabalho, as normas de comportamento, a responsabilidade pessoal e todas as outras coisas básicas de que a intelectualidade esperta desdenha – sem consequências ruinosas para ela mesma e para a sociedade como um todo”.

thomas sowell - camisa
“Eu leio Sowell”, diz a estampa desta camiseta. [Imagem: Zazzle]

Livros de Thomas Sowell

As mais importantes entre as obras de Thomas Sowell publicadas em português são: na área de economia, Ação Afirmativa ao Redor do Mundo; sobre história das ideias, Conflito de Visões; e no campo da crítica cultural, Os Intelectuais e a Sociedade.

No Brasil também se destaca o estudo de Fernando Amed, Thomas Sowell – Da obrigação moral de ser cético.

Ação Afirmativa ao Redor do Mundo – Um estudo empírico sobre cotas e grupos preferenciais é uma rigorosa pesquisa estatística sobre o impacto do uso de cotas raciais e de renda em cinco países: Índia, Malásia, Sri Lanka, Nigéria e Estados Unidos. Resultado de uma investigação que durou trinta anos, o livro recebeu entusiasmados elogios. Confira este livro no link acima!

Stephan Thernstrom, de Harvard, considerou-o “precioso”, “brilhante” e “bem-informado”. Donald Kagan, de Yale, disse se tratar de “uma obra-prima que merece ser um dos livros mais influentes de nossa época”, por meio do qual “todo leitor honesto ficará informado e esclarecido”. A revista Veja também publicou uma extensa e elogiosa resenha da obra.

A edição da É Realizações traz, ainda, um prefácio do autor escrito exclusivamente para os leitores brasileiros. Diz Thomas Sowell, no fim do texto: “Se a experiência de outros países levar à reflexão tanto dos que são a favor da ação afirmativa no Brasil quanto dos que são contra, este livro terá cumprido seu propósito”.

Conflito de Visões – Origens ideológicas das disputas políticas resume a compreensão que Sowell tem da história das ideias políticas. Conheça a obra clicando no link!

Ou seja, apresenta uma síntese das opiniões que surgiram no decorrer do pensamento político e que deram origem aos conceitos atualmente discutidos, inclusive e especialmente, nos debates eleitorais.

Afinal, por trás de causas partidárias bastante precisas – como adoção de cotas, manutenção da pena de morte ou aumento de impostos para ricos – estão noções abstratas como justiça e liberdade, que significam coisas diferentes para ideologias políticas diferentes. Só é possível compreender essas minúcias voltando a pensadores como Burke, Rousseau, etc.

A edição brasileira conta com revisão técnica do cientista político Bruno Garschagen.

Não deixe de ler este livro!

thomas sowell - os intelectuais e a sociedade
Os Intelectuais e a Sociedade expõe a crítica de Sowell à prepotência de muitos eruditos. Confira! [Imagem: Divulgação]
Os Intelectuais e a Sociedade expõe a crítica de Thomas Sowell à prepotência de certos eruditos. Muitos dos que são considerados cultos fazem de si uma imagem de “ungidos” ou “iluminados”, cuja missão seria esclarecer – a partir da universidade ou de aparições na grande imprensa – o que o restante da população não é capaz de inferir da realidade.

Sowell opõe a essa arrogância a consciência de que os estudiosos também são falíveis e os cidadãos comuns possuem uma sabedoria orgânica, desenvolvida ao lidarem com os problemas do dia a dia. O lembrete do autor é que não é prudente substituirmos o que já sabemos ser bom pelo que apenas parece ou é chamado desse modo.

Adquira o seu exemplar desta grande obra!

Thomas Sowell – Da obrigação moral de ser cético, de Fernando Amed, contém: uma apresentação biográfica e um panorama da bibliografia de Sowell; uma análise de Conflito de Visões; uma seleção comentada de citações deste livro e de Os Intelectuais e a Sociedade; além de sugestões de leituras relevantes para os interessados em Thomas Sowell.

A obra pertence à coleção Biblioteca Crítica Social, coordenada por Luiz Felipe Pondé, que é também quem assina o prefácio do livro.

Não deixe de ler!

Algumas curiosidades sobre Thomas Sowell

Mesmo sendo avesso à celebridade e à autopromoção, Sowell é uma figura frequentemente aludida no espaço público.

thomas sowell - camisa I am a sowell man
Mesmo sendo avesso à celebridade e à autopromoção, Sowell é uma figura frequentemente aludida no espaço público. [Imagem: Zazzle]
Como se não bastasse sua impressionante produtividade como escritor, Thomas Sowell encontra tempo para cultivar um hobby em que demonstra enorme talento: a fotografia. Várias das imagens que ilustram este post são clicadas por ele, como informado nas legendas. Em seu site, é possível acessar uma galeria que torna público o veio artístico do economista.

thomas sowell - fotografia
Thomas Sowell encontra tempo para cultivar um hobby em que demonstra enorme talento: a fotografia. [Imagem: Divulgação]
Pensando bem, o passatempo de Sowell reflete sua habilidade em usar os meios e a linguagem que o grande público aprecia. Não é por acaso que as suas colunas em revistas e as suas participações em programas de TV repercutem com tanta intensidade. Ele é um expert em encontrar os ângulos nos quais as mais duras verdades se tornam claras e impactantes.

Vez por outra esse didatismo o faz ser ouvido até por quem não tem como principal interesse a discussão político-econômica. Por exemplo, no mundo do show biz: em abril de 2018, o rapper americano Kanye West, marido da socialite Kim Kardashian, compartilhou com os seus 28 milhões de seguidores no Twitter uma seleção de frases de Thomas Sowell.

Além disso, diversos produtos – como canecas e camisetas, também ilustradas em figuras que compõem este texto – foram produzidos contendo frases e imagens de Thomas Sowell, por iniciativa de seus próprios admiradores. Não apenas um intelectual de ponta: ele é, indiscutivelmente, um comunicador excepcional!

Frases de Thomas Sowell

Aqui vai um repertório de frases de Thomas Sowell que – além das que estão espalhadas por este texto – darão a você bastante em que pensar:

thomas sowell frases
‘Comparado a quê? Com qual preço? Que evidência você tem?’  (Thomas Sowell). [Imagem: Red Bubble]

Eu frequentemente tenho dito que há três perguntas que destruiriam a maioria dos argumentos da esquerda. A primeira é: ‘Comparado a quê?’ A segunda é: ‘Com qual preço?’ E a terceira é: ‘Que evidência você tem?’ Há muito poucas ideias na esquerda que poderiam sobreviver a todas essas perguntas.

O socialismo tem um histórico de falhas tão gritante que só mesmo um intelectual pode fugir delas ou ignorá-las.

Perguntar a esquerdistas de onde vêm os salários e os preços é como perguntar a uma criança de seis anos de idade de onde vêm os bebês.

thomas sowell - marxism
Capa do livro Marxism – Philosophy and economics [Imagem: Divulgação]

Eu nunca entendi por que é ganancioso preservar o dinheiro que você ganhou mas não é ganancioso querer tomar o dinheiro dos outros.

A primeira lição da economia é a escassez: nunca há o suficiente de coisa nenhuma para satisfazer a todos que desejam possuí-la. A primeira lição da política é ignorar a primeira lição da economia.

É difícil imaginar um modo mais estúpido ou mais perigoso de tomar decisões do que colocar essas decisões nas mãos de pessoas que não pagam nenhum preço por estarem erradas.

frase de thomas sowell
Vista interna do Capitólio [Foto tirada por Thomas Sowell].

Se você votou em políticos que prometeram lhe dar benefícios às custas dos outros, você não tem o direito de reclamar quando eles tomam o seu dinheiro e o dão a outras pessoas, incluindo a eles mesmos.

Aqueles que reclamam que o governo deveria ‘fazer alguma coisa’ nunca sequer pedem informações sobre o que realmente aconteceu quando o governo fez alguma coisa, comparado ao que realmente aconteceu quando o governo não fez nada.

É incrível como algumas pessoas acham que nós não podemos pagar por médicos, hospitais e medicamentos, mas creem que nós podemos pagar por médicos, hospitais, medicamentos e toda a burocracia governamental necessária para administrar isso.

classical economics reconsidered - thomas sowell
Capa do livro Classical Economics Reconsidered [Imagem: Divulgação]

A questão mais básica não consiste em saber o que é o melhor, mas sim em saber quem decidirá o que é o melhor.

Pessoas que se recusam a aceitar verdades desagradáveis não têm o direito de reclamar de políticos que mentem para elas. Que outro tipo de candidatos essas pessoas poderiam eleger?

Se não se pode alcançar igualdade de desempenho entre pessoas nascidas dos mesmos pais e criadas sob o mesmo teto, quão realista é esperar alcançá-la apesar das largas e profundas divisões sociais?

Quando você quer ajudar as pessoas, você diz a elas a verdade. Quando você quer ajudar a si mesmo, você diz a elas o que elas querem ouvir.

fotografia e frase de thomas sowell
Foto tirada por Thomas Sowell.

Algumas das pessoas que hoje estão no corredor da morte poderiam não estar lá se os tribunais não tivessem sido lenientes com elas enquanto eram rés primárias.

Nessa era do politicamente correto, algumas pessoas parecem inconscientes do fato de que ser receoso quanto a palavras pode significar estar cego a certas realidades.

É admirável quanto pânico um homem honesto pode espalhar em meio a uma multidão de hipócritas.

É normalmente inútil tentar comunicar fatos e análises sérias a pessoas que atribuem um senso de superioridade moral à sua ignorância.

wealth and politics - thomas sowell
Capa do livro Wealth, Poverty and Politics [Imagem: Divulgação]

Para o ‘ungido’, as tradições se parecem mais com a mão morta do passado, como o resquício de uma era menos iluminada, ao invés de se mostrar a experiência refinada de milhões que enfrentaram, antes de nós, vicissitudes humanas similares às nossas.

Considerando quão frequentemente, no decorrer da história, até mesmo pessoas inteligentes se provaram equivocadas, é incrível que ainda haja pessoas que estão convencidas de que a única razão por que é possível que alguém diga algo diferente daquilo em que elas creem é a estupidez ou desonestidade.

frase de thomas sowell 2
Foto tirada por Thomas Sowell

As mesmíssimas pessoas que dizem que o governo não tem o direito de interferir na atividade sexual consentida entre adultos acreditam que o governo tem todo o direito de interferir na atividade econômica consentida por adultos.

Vocês não se cansam de ver tantos ‘inconformistas’ com exatamente o mesmo visual ‘inconformista’?

Eu me pergunto como as feministas radicais lidam com o fato de que foram homens que criaram a regra ‘mulheres e crianças primeiro’ quando é necessário resgatar pessoas de emergências que envolvem risco de morte.

judicial activism reconsidered - thomas sowell
Capa do livro Judicial Activism Reconsidered [Imagem: Divulgação]

Se você sempre acreditou que todos devem jogar segundo as mesmas regras e ser julgados segundo os mesmos critérios, isso faria de você um radical 60 anos atrás, faria de você um liberal 30 anos atrás e faz de você um racista hoje.

Direitos civis significavam tratar a todos de maneira igual. Mas hoje algumas pessoas são tão acostumadas a receber tratamento especial que tratar com igualdade é considerado discriminação.

A liberdade custou muito sangue e muita agonia para hoje ser entregue sob o preço barato da retórica.

Cada nova geração que nasce é, na prática, uma invasão da civilização por pequenos bárbaros, que precisam ser civilizados antes que seja tarde demais.

thomas sowell frase 2
“Cada nova geração que nasce é, na prática, uma invasão da civilização por pequenos bárbaros, que precisam ser civilizados antes que seja tarde demais” (Thomas Sowell). [Foto tirada por Thomas Sowell]

Thomas Sowell em vídeo: entrevistas marcantes

A desenvoltura com que Sowell defende as suas convicções, e a habilidade com que expõe a fragilidade das teses contrárias, renderam-lhe “performances” inesquecíveis em debates públicos. Entrevistas concedidas por ele à TV têm hoje viralizado na internet por serem demonstrações de uma rara mistura de didatismo e contundência.

Participando do programa Firing Line, de William F. Buckley Jr., em 1981, Thomas Sowell esclareceu, em respostas à feminista Harriet Pilpel, que as estatísticas que indicam serem menores os salários das mulheres, especialmente as negras, sofrem de falhas metodológicas cruciais. Nos termos do censo americano de 1987:

O salário médio anual variava entre homens brancos (US$ 17.427,00), homens negros (US$ 12.738,00), mulheres brancas (US$ 10.244,00), mulheres negras (US$ 9.476,00), homens solteiros (US$ 11.100,00) e mulheres solteiras (US$ 9.300,00), sendo que 15% das famílias contavam com exclusivamente uma fonte de renda.

thomas sowell video
Thomas Sowell já protagonizou “performances” inesquecíveis em debates na televisão. [Imagem: YouTube]
Com serenidade e firmeza, o economista enfatizou que as comparações devem ser feitas entre categorias equivalentes: entre brancos com ensino superior e negros igualmente diplomados, a média salarial destes últimos chegava a ser maior!

O que deve ser proporcionado aos negros, em lugar de correções artificiais, é a oportunidade de se instruírem como todos.

Sowell também aponta à diferença decisiva entre a condição das mulheres solteiras e a condição das mulheres “nunca casadas”, assim como à diferença natural entre os salários de quem trabalha em período integral e quem está empregado para somente meia jornada.

the vision of the anointed - thomas sowell
Uma marca constante no discurso de Sowell é a refutação das pretensões arrogantes dos intelectuais. [Imagem: Divulgação]

Ainda outras contribuições

Dado seu enorme prestígio, tanto nas universidades como na opinião pública, Thomas Sowell é frequentemente convidado para escrever resenhas de livros de outros autores.

Um admirador declarado do crítico cultural britânico Theodore Dalrymple, ele escreveu o texto de apresentação do seu mais conhecido livro, A Vida na Sarjeta.

O ensaio está contido na edição brasileira da obra de Dalrymple. Confira-a acessando o link acima!

the quest for cosmic justice - thomas sowell
A produção bibliográfica de Thomas Sowell cobre uma gama abrangente de temas e de disciplinas. [Imagem: Divulgação]

Conclusão

Todo esse percurso pelos livros, biografia e frases de Thomas Sowell permite dizer que estamos diante de um dos maiores intelectuais do nosso tempo.

Sowell é a prova viva de que a discriminação e a pobreza não devem limitar ninguém na busca por seus objetivos, e que correções artificiais bancadas pelo Estado não são o modo mais eficaz de tratar semelhantes problemas.

Obras como Ação Afirmativa ao Redor do Mundo, Conflito de Visões e Os Intelectuais e a Sociedade nos apresentam um autor extremamente rigoroso ao lidar com dados sociológicos.

E estudos como Thomas Sowell – Da obrigação moral de ser cético, de Fernando Amed, comprovam que nesse economista profundidade, coerência e clareza se combinam como raras vezes temos a oportunidade de ver.

thomas sowell - familia
Sowell é a prova viva de que a discriminação e a pobreza não devem limitar ninguém na busca por seus objetivos, e que correções artificiais bancadas pelo Estado não são o modo mais eficaz de lidar com semelhantes problemas. [Foto tirada por Thomas Sowell]
Ainda, no texto de apresentação que escreveu para A Vida na Sarjeta, de Theodore Dalrymple, o economista exibe seu interesse e capacidade de estabelecer diálogo com outros eruditos.

Também isto confirma aquilo a que aponta a admiração de figuras tão distintas como Luiz Felipe Pondé, Ana Paula Henkel e Kanye West: o pensamento de Sowell é ao mesmo tempo complexo e didático.

A discriminação e a desigualdade social são problemas graves demais para serem tratados de maneira puramente retórica ou ideológica.

É preciso investigar suas causas a sério, e é a isto que Sowell convida seus colegas acadêmicos – em vez de estes considerarem-se, de partida, sábios “ungidos” ou “iluminados”.

Agora que você se inteirou deste guia completo para conhecer Thomas Sowell, não deixe de ler os seus livros: introduza-se já nas obras desse gigante!

Fontes

http://tsowell.com

– Fernando Amed. Thomas Sowell – Da obrigação moral de ser cético. Coleção Biblioteca Crítica Social (coord. Luiz Felipe Pondé). São Paulo: É Realizações Editora, 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *