Fechar

Sociologia da Medicina

AUTOR:
Freyre, Gilberto

PREFÁCIO:
Rasia, José Miguel

Editora:
É Realizações

Gênero:
Ciências Humanas e Sociais

Subgênero:
Sociologia

Formato:
18 x 25 cm

Número de Páginas:
288

Acabamento:
Brochura

ISBN:
978-85-88062-73-3

Ano:
2009
Pertence à coleção:
Coleção Gilberto Freyre

Tags:
Medicina, Ética Médica, Sociologia do trabalho, Antropologia da medicina e Biopsicossociologia

Sociologia da Medicina

R$69,90 R$34,95

Sinopse

...podemos dizer que estamos diante de um livro pioneiro, e tratando-se de Gilberto Freyre, uma obra fundamental e fundante, junto com sua extensa produção sociológica, não só da sociologia e do pensamento sociológico no Brasil, mas da Sociologia da Medicina no Brasil.
A Sociologia Médica cujas obras propriamente sociológicas e antropológicas, surgem na Inglaterra e nos Estados Unidos, no final dos anos 20, do século passado, inspiram Gilberto Freyre e sua discussão sobre a medicina no Brasil, nos trópicos. Freyre toma medicina e os médicos com objeto de análise sociológica. Ao mesmo tempo em que pensa o papel do sociólogo e da sociologia na interpretação das doenças que afetam o homem nos trópicos, destaca as contribuições da sociologia e da antropologia para os médicos em sua prática.
Se reporta muitas vezes ao médico sociólogo, ao sociólogo médico, ao médico antropólogo e ao antropólogo médico, e assim aproxima as ciências sociais da medicina, referindo-se à necessidade dessa aproximação e da formação sociológica e antropológica do médico, como condição para um entendimento do homem, não só do homem doente, mas das circunstâncias que envolvem o adoecimento.
Portanto, vai além da doença e do corpo, propondo assim, de forma inovadora, que se pense – o homem, o corpo e a doença- não só em sentido biológico, como a racionalidade e o discurso biomédico nos fazem crer. No encontro da medicina com a sociologia e dos sociólogos com os médicos o que Gilberto Freyre nos propõe é o desafi o de pensarmos estas categorias em duas dimensões, a biológica e a social. E aqui nos encontramos com um Gilberto Freyre que desmonta o chavão corrente na biomedicina atual que o homem é um ser biopsicossocial.

Mais obras de Gilberto Freyre