Fechar

Mário Ferreira dos Santos

Licenciado em Direito e Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, escreveu dezenas de obras e uma monumental Enciclopédia de Ciências Filosóficas e Sociais, de 45 volumes. Em São Paulo, fundou as editoras Logos e Matese, e na década de 1960, suas obras tiveram considerável difusão no território nacional. Criador de um sistema filosófico próprio a que chamou Filosofia Concreta, permaneceu fora do círculo de filósofos acadêmicos por toda a vida. Era intelectualmente próximo às tradições tomista, pitagórica, platônica e aristotélica. Sua obra tem implicações sobre as áreas de teoria social, psicologia, teologia, religiões comparadas, epistemologia, gnoseologia, ontologia e filosofia da matemática. Interessava-se também por economia, história política, oratória e retórica. Além disso, atuou como tradutor, sendo responsável por trazer à língua portuguesa importantes obras como o Diário Íntimo de Henri-Frédéric Amiel.