Fechar

Chorar por Dido É Inútil - Santo Agostinho, as Confissões e o manejo da literatura pagã

AUTOR:
Langone, Hugo

Editora:
Filocalia

Gênero:
Literatura

Subgênero:
Filosofia

Formato:
13x18 cm

Número de Páginas:
168

Acabamento:
Brochura

ISBN:
978-85-69677-20-8

Ano:
2018
Tags:
literatura latina, filosofia antiga, Patrística e filosofia cristã

R$ 49,90 Comprar

Adicionar à lista de desejos

Sinopse

Neste belo e cuidadoso estudo, Hugo Langone investiga, após examinar os diálogos mantidos por Agostinho com alguns discípulos na cidade de Cassicíaco e o seu projeto de cultura exposto em De Doctrina Christiana, o uso que o santo faz da literatura latina na obra Confissões. O problema surge porque, além de as ficções pagãs frequentemente narrarem atos de moralidade duvidosa, a erudição a respeito delas é comumente estimulada por mera vaidade – e usurpa um tempo e uma atenção que poderiam ser dedicados a assuntos espirituais. Agostinho lamenta, por exemplo, que um dia haja pranteado a morte da rainha Dido, personagem da Eneida de Virgílio que comete suicídio após apaixonar-se por Eneias, herói que relatava as suas próprias aventuras. Langone demonstra que, longe de fazer uma simples reprovação, Agostinho se apropria genialmente da literatura pagã, ao mesmo tempo reconhecendo o seu valor e apontando a sublimidade do cristianismo.