Fechar

Esse Paraíso da Tristeza

AUTOR:
Lapaque, Sébastien

TRADUÇÃO:
Mallet, Roberto

Editora:
É Realizações

Gênero:
Artes

Subgênero:
Teatro

Formato:
11,7 x 21 cm

Número de Páginas:
64

Acabamento:
Brochura

ISBN:
978-85-8033-338-1

Ano:
2018
Pertence à coleção:
Biblioteca Teatral

Tags:
Stefan Zweig, Georges Bernanos, Segunda Guerra Mundial, escritores exilados, literatura austríaca, literatura francesa e Minas Gerais

R$34,90 Comprar

Adicionar à lista de desejos

Sinopse

A pacata Barbacena, no interior de Minas Gerais, foi palco, em 1942, do encontro entre dois gigantes da literatura: o austríaco Stefan Zweig e o francês Georges Bernanos. Escritores aparentados tanto nos temas como nas circunstâncias de vida – ambos criadores de histórias sobre os tormentos do espírito humano e autoexilados no Brasil em fuga do totalitarismo –, não há como não ser incitado a imaginar os detalhes do diálogo ocorrido entre os dois. Esse Paraíso da Tristeza é uma realização primorosa de tal exercício. Concebida por um arguto conhecedor dos autores e também do Brasil, a peça conjetura uma conversa tão informativa quanto comovente, na qual os artistas compartilham suas angústias e considerações sobre a Europa, sobre suas próprias carreiras e sobre o nosso país. E na qual, sobretudo, Bernanos tenta instigar esperança em Zweig, que, como se viria a saber, houvera chegado aos seus derradeiros dias.

O livro encantará não apenas os amantes do teatro, mas todos os que se interessam pela obra daqueles dois gênios e pela circunstância em que se deu o encontro entre eles:

  • Leitores de Stefan Zweig ou Georges Bernanos. 
  • Atores, produtores e diretores de teatro. 
  • Apreciadores de dramaturgia, especialmente francesa e/ou contemporânea. 
  • Interessados em biografias ou histórias da Segunda Guerra Mundial. 
  • Pesquisadores de temas como história intelectual do Brasil, escritores europeus exilados no Brasil, literatura austríaca, literatura francesa contemporânea, literatura europeia do século XX. 
  • Estudantes e professores de artes cênicas ou letras.

Saiba mais em nosso blog

Mais obras de Sébastien Lapaque