Fechar

Teoria da Literatura - Trajetória, fundamentos, problemas

AUTOR:
Acízelo de Souza, Roberto

Editora:
É Realizações

Gênero:
Literatura

Subgênero:
Teoria e Crítica Literária

Formato:
11,7 x 21 cm cm

Número de Páginas:
112

Acabamento:
Brochura

ISBN:
978-85-8033-344-2

Ano:
2018
Pertence à coleção:
Biblioteca Humanidades

Tags:
teoria literária, estudos literários, epistemologia das ciências humanas e metodologia

R$44,90 Comprar

Adicionar à lista de desejos

Sinopse

Leitura obrigatória em incontáveis cursos de letras no Brasil, Teoria da Literatura apresenta-se aqui inteiramente revisto e atualizado. Seu autor, Roberto Acízelo de Souza – um dos mais respeitados acadêmicos de estudos literários no país –, acrescentou considerações sobre tendências recentes da disciplina, reformulou explicações que pudessem tornar-se ainda mais claras, suprimiu passagens que analisassem fenômenos hoje pouco relevantes para a área de pesquisa. Também incluiu um glossário e dois índices, um temático e um onomástico, que auxiliarão grandemente o estudante necessitado de orientação. O livro contempla, de maneira sintética mas em nenhum momento simplista, uma ampla gama de tópicos: quais o objeto e os métodos da teoria literária; os principais tipos de abordagem à literatura na história do pensamento; os movimentos, obras e autores mais expressivos da disciplina, assim como seus conceitos centrais; sua interface com outros ramos dos estudos literários (literatura comparada, história da literatura, etc.) e com outras disciplinas das humanidades (filosofia, sociologia, psicologia, etc.). De exposição clara e linguagem fluente, esta será a todos quantos se interessarem uma leitura tão agradável quanto instrutiva.

Algumas perguntas a que este livro fornecerá resposta são:  Como a teoria literária define a literatura, seu objeto? 

  • Quais tipos de abordagem são possíveis de adotar em direção à literatura assim definida? 
  • De quais conceitos este campo de estudos usualmente se vale? 
  • Quais as ideias centrais dos autores, obras e movimentos que marcaram o seu desenvolvimento? 
  • Como a disciplina se relaciona com as demais vertentes dos estudos literários e com as outras ciências que compõem as humanidades? 
  • Afinal, para que serve estudar teoria da literatura?

Saiba mais em nosso blog

Mais obras de Roberto Acízelo de Souza

SOBRE O LIVRO

Esta é a novíssima versão – revista e atualizada – de um pequeno clássico universitário brasileiro. Originalmente publicado em 1986, e tendo recebido desde então dez edições e outras tantas reimpressões, Teoria da Literatura surge agora como um novo livro. Tópicos que pareceram poder ser ainda mais claramente expostos foram reescritos. Pontuais trechos que abordassem temas hoje pouco relevantes para o estudo da disciplina foram descartados. Assuntos que ganharam proeminência no campo de estudos nos últimos anos foram por sua vez incluídos. Um glossário, um índice temático e um índice onomástico proporcionam ao fim do volume recursos adicionais para que o estudante se situe na discussão. Conduzido por um dos mais prestigiados estudiosos de literatura do país, o itinerário é breve e suave, mas abarca todos os locais – por mais acidentados – em que a consideração sobre a natureza de uma disciplina deve se deter. Roberto Acízelo de Souza desemaranha com excepcional didatismo os intricados problemas históricos e metodológicos que comumente espantam os estudantes de letras e demais interessados em teoria literária. Como esta área de estudos define a literatura, seu objeto? Quais tipos de abordagem são possíveis de adotar em direção a ele? De quais conceitos a disciplina usualmente se vale? Quais as ideias centrais dos autores, obras e movimentos que marcaram o seu desenvolvimento? Como ela se relaciona com as demais vertentes dos estudos literários e com as outras ciências que compõem as humanidades? Afinal, para que serve estudar teoria da literatura?

A obra demonstra que a problematização da atividade literária acompanha a própria literatura, e desde os primórdios desta. Começando com hipóteses pouco analíticas, como a da inspiração pelos deuses, o questionamento sobre a natureza da criação literária se foi sofisticando até constituir teorias propriamente ditas. É verdade que alguns negam ser apropriado tomar a literatura como objeto teórico, o que já estabelece uma primeira divisão: de um lado, a apreciação literária como puro deleite; de outro lado, a possibilidade de seu estudo teórico. Esta última via fragmenta-se, por seu turno, em dois tipos distintos de abordagem: o estudo normativo, que institui preceitos a serem observados por autores e críticos; e o estudo descritivo, que simplesmente reporta como as obras são estruturadas. O que o exame de tais opções faz ver, corroborando a pertinência dos estudos em teoria da literatura, é que todas as atitudes possíveis, inclusive a de recusa da investigação teórica, são elas mesmas esboços de teorias. É preciso delimitar o escopo e as ferramentas próprios à teoria literária, e para isso o autor prossegue distinguindo-a das demais disciplinas que compõem os estudos de literatura: retórica, poética, história da literatura, crítica literária, ciência da literatura, literatura comparada.

Para a teoria literária, a literatura é o conjunto das obras que criam “espaços imaginários” e que empregam a linguagem de maneira autorreferente, ou seja, de modo que ela chame atenção apenas sobre si mesma. Essas propriedades definidoras foram tratadas com ênfases distintas por diferentes movimentos, todos os quais são apresentados por Roberto Acízelo com impressionante capacidade de síntese: formalismo, estruturalismo, pós-estruturalismo, entre outros. O autor relata como sucessivas doutrinas e escolas influenciaram o procedimento dos estudos literários – o nacionalismo, o historicismo, o romantismo, o surgimento das vanguardas artísticas, etc. A linguística, a fenomenologia e o existencialismo também constituíram, em momentos distintos, fontes de insight e ferramental de análise para os estudos literários. Tendências na sociologia e na psicologia, igualmente, imprimiram reflexos sobre as investigações em literatura. Todos esses influxos são levados em conta pela exposição do professor Acízelo, que assim constrói um livro tão acessível quanto abrangente, ideal tanto para os professores à procura de um roteiro para a apresentação da teoria literária aos seus alunos como para os estudantes que se sentem perdidos no vasto universo dessa disciplina que compõe os estudos literários.


Curiosidades

• Com as diversas edições e reimpressões que recebeu em sua versão anterior, o livro se tornou um pequeno clássico universitário no Brasil, e permanece sendo leitura obrigatória em inúmeros cursos de letras país afora.

• Esta nova versão está profundamente aprimorada, com trechos reformulados, novos temas inseridos e a adição de um glossário, um índice temático e um índice onomástico.

• A obra é, a um só tempo, sintética e abrangente, trazendo uma exposição concisa mas também atenta aos detalhes, e além de tudo construída com uma linguagem clara e de extrema fluência.

• O autor, Roberto Acízelo de Souza, é um dos mais respeitados acadêmicos brasileiros das áreas de teoria da literatura, história da literatura e literatura brasileira.


SUA LEITURA SERÁ ESPECIALMENTE PROVEITOSA PARA:

• Estudantes de letras.

• Professores de teoria literária.

• Interessados no estudo aprofundado das obras de literatura.

• Pesquisadores de temas como epistemologia das ciências humanas e história dos estudos literários.